Minas Gerais, um grande produtor de vinhos

Ô Minas Gerais quem te conhece não esquece jamais, ô Minas Gerais”. 

O estado é famoso pela música sertaneja, pelas cidades históricas e pelo sotaque único, famoso também pelo povo pacífico, hospitaleiro e que tem a mão boa na cozinha, preparando pratos simples mas muito rico em sabores e aromas e que é replicado pelo país inteiro, famoso pelos queijos que recebem prêmios no mundo inteiro e tem até região demarcada para a sua produção, a região da Serra da Canastra e pelo café que é exportado para o Mundo todo. (Não vou nem entrar no quesito de extração de minério rsrsrs) 

Mas o que poucos sabem é que o estado de Minas Gerais também é um grande produtor de vinhos finos de alta qualidade e já conta com inúmeras vinícolas que cada vez mais vem recebendo prêmios dentro e fora do país, entre estas vinícolas podemos citar:

–  Vinícola Luiz Porto Vinhos Finos, situada na zona cafeeira do sul do estado, na cidade de Cordislândia.

Site: luizportovinhosfinos.com

– Vinícola Primeira Estrada, também situada na zona cafeeira de Minas Gerais, na cidade de 3 corações. 

Site: www.primeiraestrada.com.br

– Vinícola Casa Geraldo, na cidade de Andradas.

Site: www.casageraldo.com.br 

O grande boom na produção de vinhos finos no estado de Minas Gerais teve início graças a iniciativas da EPAMIG, (Localizada na cidade Caldas-MG) que criou o Programa estadual de pesquisa em viticultura, com o objetivo de desenvolver novos polos vitícolas, sendo responsável pela criação da técnica do sistema chamado de inversão de ciclo ou dupla poda, onde a colheita das uvas acontece no inverno, época na qual as características climáticas das montanhas do sul de Minas permitem as melhores condições para o amadurecimento da uva – períodos secos e com temperaturas amenas e contrastantes entre dias e noites. Estas características permitem a uva ter um amadurecido perfeito, gerando vinhos com grande riqueza de aromas, sabores e estrutura muito equilibrada, onde a uva Syrah se destacou sendo a videira com maior adaptação a este tipo de manejo, gerando grandes resultados. Além da uva Syrah a EPAMIG também desenvolveu técnicas de manejo para a videira Chardonnay, além de técnicas de enxertia e seleção de clones mais resistentes das videiras americanas da uva Niágara Rosada e da uva Bordô, localmente conhecido de “Folha de Figo”. 

Toda a coordenação deste projeto tão importante para a viticultura mineira e para a história da vitivinicultura brasileira conta com nomes de peso como do Sr Murillo de Alburque, Sra. Claudia Rita de Souza, Sra Renata Oliveira Mota, Isabela Peregrino e Maietê Dal’Osto.

Estas novas técnicas de cultivo e manejo do vinhedo não beneficiou apenas o estado de Minas Gerais, hoje temos vinícolas utilizando estas técnicas em toda faixa sudoeste do País, destacando os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília que já possui muitas vinícolas utilizando desta técnica, entre as vitícolas de maior importância  podemos citar:

– Vinícola Goes, uma das mais tradicionais vinícolas brasileiras, localizada na cidade de São Roque – SP, que fez sua história com vinhos de uvas americanas e nos últimos anos vem apostando nos vinhos finos de alta qualidade. 

Site: www.vinicolagoes.com.br

 Vinícola Guaspari, localizada na cidade de Espírito Santo do Pinhal – SP, que a cada ano vem se destacando com vinhos de qualidade excepcionais. 

Site: www.vinicolaguaspari.com.br

– Vinícola Inconfidência, localizada no município de Secretário- RJ 

Site: www.vinicolainconfidencia-rj.com.br 

– Vinícola Pireneus Vinhos e Vinhedos, localizada no município de Cocalzinho de Goiás. 

Site: www.pireneus-vinhos-vinhedos.business.site

Texto: Wesley Moreira

Fundador Sommelier School